PÁGINAS

sábado, janeiro 28, 2012

Reticências de nós dois...( a quatro mãos)

Estamos em fases diferentes de nossas vidas...
Eu parti na frente e não houve despedida
E agora nos encontramos novamente em uma outra encruzilhada da vida.
E a diferença de idade não significa nada
E antes que eu me esqueça...
Você está cada vez mais linda!
E esse ar de inocência, de quem ainda não passou da adolescência, me fascina.
Quando é que você vai deixar de ser menina
e se transformar na mulher que já de agora me enlouquece
com sua beleza, caráter, inteligência e bondade genuína.
Com seu olhar doce e ao mesmo tempo astuto de uma felina.
E deixar de ser de outro pra ser minha?
Pra que eu não morra de amor, como Djavan, em alguma esquina.
Não é preciso dizer o quanto e até que ponto tu me dominas.
Será esta a minha sina?
Mais uma vez não haverá despedida !
Esta estória tem final feliz!
Por isto a deixo inacabada, sem ponto final,
Pois daqui pra frente você a escreve, e no final, é você quem assina!
A minha parte, agora e aqui, termina...

O texto que se segue foi uma colaboração de Clivânia Teixeira
que gentilmente cedeu-o para publicação neste site,
completando a obra
.



ESTRANHO QUE NOS ENCONTREMOS
QUANDO TE JULGAVA PERDIDO NO PASSADO
E MAIS UMA VEZ O ALGO COMUM QUE NOS UNE
ENCANTA-ME O OLHAR EM DEVANEIOS
OLHAR-TE E NÃO TE TOCAR DÓI
TROPEÇO EM MUDA CONTEMPLAÇÃO
ÉS EM TUDO O DESVARIO DE MEU SER,
INCENDEIAS-ME AS INTENÇÕES ADORMECIDAS
QUE TODO ADEUS MANTENHA-SE LONGE DE NÓS,
QUE NADA AGONIZE NEM NOS SEPARE
E QUE SEJA NOSSA UNIÃO
POR TODOS OS TEMPOS
RETICÊNCIAS DE NÓS DOIS



© Nilo dos Anjos e Clivânia Teixeira
26.06.01







Nenhum comentário: